Sexta-feira, 2 de Outubro de 2009

Alterações climáticas serão principal causa da fome em 2050

2009-10-01

 A escassez de alimentos causada pelo aumento das temperaturas  afectará, no prazo de quatro décadas, 25 milhões de crianças. O    alerta foi lançado ontem pelo Instituto Internacional de Investigação de Política Alimentar (IFPRI) durante a conferência da  Organização das Nações Unidas (ONU) sobre as alterações  climáticas, que decorre em Banguecoque, na Tailândia. 

 "Este drama pode ser evitado com um investimento de nove  biliões de dólares [6,1 mil milhões de euros] anuais para aumentar  a produtividade agrícola e ajudar os produtores a enfrentar os  efeitos do aquecimento global", afirmou Gerald Nelson, um dos  autores do relatório do IFPRI.


Segundo o mesmo, para minorar o problema da fome é preciso criar melhores estradas e sistemas de irrigação e facilitar o acesso à água potável e à escolarização.

Na opinião de Gerald Nelson, a primeira chamada de atenção para a problemática da fome surgiu em 2008, aquando dos protestos, em várias partes do mundo, contra o aumento do preço dos alimentos básicos provocado pela redução da produção mundial.

Também o fundador do Instituto de Políticas da Terra, Lester Brown, considera que o problema da alimentação é o efeito mais preocupante das alterações climáticas. O americano sublinhou o caso da Ásia, que está no epicentro da crise. Lembrou ainda que 75 por cento dos pobres de todo o mundo vivem em áreas rurais, as mais vulneráveis às alterações do clima.

Durante a reunião dos líderes do G-20, na semana passada em Pittsburgh, nos Estados Unidos, os líderes dos vinte países mais ricos e industrializados comprometeram-se a doar dois mil milhões de dólares (1,36 mil milhões de euros) para o combate da fome em todo o mundo, enquanto que a ONU anunciou a realização de uma cimeira sobre o tema em Novembro.

CiênciaHoje: Últimas Notícias

 

publicado por esas às 17:58
link do post | comentar | favorito

...

 Escola Secundária Abel Salazar

Direitos básicos de um consumidor:


   
1 - Protecção da vida e da saúde: quando comprar um produto ou utilizar um serviço, você deve ser avisado dos possíveis riscos que pode oferecer à sua saúde ou segurança.
   
2 - Educação para o consumo: você tem o direito de receber orientação sobre o consumo adequado e correcto dos produtos e serviços.
   
3 - Liberdade de escolha de produtos e serviços: você tem o direito de escolher o produto ou serviço que achar melhor.
   
4Informação: todo produto deve trazer informações claras sobre sua quantidade, peso, composição, preço, riscos que apresenta e sobre o modo de utilizá-lo.
   
5 - Protecção contra publicidade enganosa e abusiva: o consumidor tem direito de exigir que tudo que for anunciado seja cumprido. Se isso não ocorrer, você tem direito de cancelar o contrato e receber a devolução da quantia que havia pago. A publicidade enganosa e abusiva também são considerados crimes.

    6 - Protecção contratual: todo contrato deve ter letras em tamanho de fácil leitura, linguagem simples, as cláusulas que limitam os direitos do consumidor bem destacadas.

 

Os Dez Mandamentos do Consumidor 

 

1. Está atento não só a aldrabices e fraudes mas também a publicidade enganosa e a tudo o que seja venda sedutora;

2. Controla o teu orçamento e planeia as tuas despesas. Saber o que se quer e o que se tem são as chaves do sucesso;

3. Compara produtos e preços;

4. Lê as palavras pequeninas escritas nos contratos, nas etiquetas e nas garantias;

5. Desconfia da compra impulsiva, Não há negócio que seja tão bom que não volte a repetir-se;

6. Evita dar o número do teu cartão de crédito ou os números do teu cartão de débito e da tua conta, especialmente através do telefone, ordens postais ou computador;

7. Guarda todas as facturas, garantias, declarações bancárias e talões de compra a dinheiro ou feitas com o cartão. A informação dá poder!

8. Faz registar por escrito a promessa oral;

9. Nunca assines um contrato à pressa, nem deixes espaço em branco sobre o teu nome;

10. Resiste às facilidades de crédito. Ter crédito é sempre simples, o que é difícil é  pagar o que se deve.

 

 

publicado por esas às 17:40
link do post | comentar | favorito

.Espaço da Geografia

.pesquisar

 

.Fevereiro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Futuro do turismo e do tr...

. Cidades Globais

. Like Portugal - Portugal,...

. A Verdade Sobre a Populaç...

. Agricultura em Modo Bioló...

. A OTAN: o Quê, Porquê e C...

. Acordo de Paris para as m...

. Portos Portugueses

. Turismo em Portugal

. António Guterres faz apel...

.arquivos

. Fevereiro 2019

. Maio 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds