Quarta-feira, 7 de Janeiro de 2009

PRINCIPAIS ÁREAS MINEIRAS REABILITADAS


Área Mineira

Concelho

Natureza da Intervenção

Conclusão

ZONA NORTE

Jales

Vila Pouca de Aguiar

  • Recuperação Ambiental da Escombreira da Área Mineira de Jales


  • Instalação de Unidade de Tratamento de Efluentes de Fundo de Mina em Jales

2003



2006

Argoselo

Vimioso

  • Confinamento, Impermeabilização, Drenagens e Vedação da Escombreira da Antiga Área Mineira de Argoselo


  • Instalação de Unidade de Tratamento de Efluentes de Fundo de Mina em Argoselo

2007




2007

Covas

V. Nova de Cerveira

  • Recuperação Ambiental da Área Mineira de Covas

2007

Montesinho

Bragança

  • Recuperação Ambiental da Área Mineira de Montesinho

2007

Freixeda

Mirandela

  • Recuperação Ambiental da Área Mineira de Freixeda

2007

Murçós

Macedo Cavaleiros

  • Recuperação Ambiental da Área Mineira de Murçós

2007

Ribeira

Bragança

  • Recuperação Ambiental da Área Mineira de Ribeira

2007

Fonte Santa

Freixo E-à-Cinta

  • Recuperação Ambiental da Área Mineira de Fonte Santa

2007

Terramonte

Castelo de Paiva

  • Recuperação Ambiental da Área Mineira de Terramonte

2008

ZONA CENTRO

Urgeiriça

Nelas

  • Estabilização de Taludes, Selagem e Drenagem do Aterro de Rejeitados da Barragem Velha da Mina da Urgeiriça


  • Limpezas, Modelações e Arranjos Paisagísticos na Área da OTQ da Urgeiriça


  • Recuperação Ambiental da Área de Valinhos

2008




Em conclusão



Em conclusão

Espinho

Mangualde

  • Recuperação Ambiental da Área Mineira de Espinho

2008

Vale da Abrutiga

Tábua

  • Recuperação Ambiental da Área Mineira de Vale da Abrutiga

Em conclusão

ZONA ALENTEJO

Aljustrel

Aljustrel

  • Reabilitação Hidrológico-Ambiental das Áreas Mineiras Abandonadas de S. João, Pedras Brancas e Algares

- Fase 1A

- Fase 1B




2007

Em conclusão

São Domingos

Mértola

  • Recuperação Ambiental da Área Mineira de São Domingos - Fase 1

2005

publicado por esas às 12:08
link do post | comentar | favorito

a indústria de extracção mineira

Em tempos, a indústria de extracção mineira tinha uma expressão muito grande em Portugal. Hoje, como a caracteriza e quais as perspectivas de futuro?
A situação mineira actual é globalmente positiva e oferece perspectivas muito promissoras para o futuro. Muito embora várias explorações tenham acabado, por exaustão, insuficiência de reservas, ou outro motivo, tal não significa que a importância da indústria extractiva nacional, na economia, no emprego e nas exportações tenha diminuído. Pelo contrário. No que às exportações diz respeito o seu valor já está próximo do bilião de euros. Valor praticamente líquido, gerado do “nada”, ao que haverá a adicionar a poupança que representa o abastecimento de matérias-primas nacionais à construção civil e indústria transformadora. O aumento da procura e a acentuada subida das cotações vieram criar boas perspectivas para uma retoma da indústria mineira e a evidenciar o papel fundamental que os recursos não renováveis irão desempenhar no presente século. Entrámos já no super-ciclo das matérias-primas. Repare que mesmo os recursos renováveis são cada vez mais dependentes dos não renováveis, traduzidos em fertilizantes, combustíveis, maquinaria, etc. O que se está a passar com o petróleo poderá, em boa medida, vir também a acontecer com outras commodities de natureza geológica. Por volta de 2050, ou seja, “amanhã”, o nosso planeta deverá ter mais três biliões de habitantes. Por desnecessário, nem refiro os consumos per capita actuais e os recursos conhecidos a nível global para evidenciar que “o bolo” a repartir está a ficar cada vez mais pequeno a ritmo preocupante.

publicado por esas às 12:03
link do post | comentar | favorito

Minas de Neves-Corvo e de Aljustrel suspensas à espera da recuperação dos preços

13.11.2008 - 17h59 Lusa
A Lundin Mining Corporation anunciou hoje a suspensão da extracção e produção de zinco nas minas de Neves-Corvo e Aljustrel (Beja), até que "haja uma recuperação dos preços" daquele metal no mercado.

A empresa, detentora das empresas concessionárias dos dois complexos mineiros alentejanos, a Somincor (Neves-Corvo) e a Pirites Alentejanas (Aljustrel), expressa, contudo, uma "perspectiva optimista de médio prazo em relação ao preço do zinco".

A empresa prevê que "haverá um défice na oferta de concentrado de zinco, uma vez que o crescimento económico se restabeleça".

Esta decisão do grupo mineiro implica que a mina de Aljustrel, devido aos "baixos preços" actuais do zinco, único metal que estava a ser extraído no complexo, seja colocada em situação de manutenção das instalações, com "suspensão da actividade produtiva".

Quanto à mina de Neves-Corvo (concelho de Castro Verde), a empresa decidiu suspender a produção de zinco, embora continue a extracção e produção de cobre.
publicado por esas às 11:58
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 5 de Janeiro de 2009

Placas Tectónicas

 

 

publicado por esas às 12:32
link do post | comentar | favorito

recursos energéticos

 

 

publicado por esas às 12:20
link do post | comentar | favorito

Os recursos minerais

 

 

publicado por esas às 12:12
link do post | comentar | favorito

.Espaço da Geografia

.pesquisar

 

.Fevereiro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Futuro do turismo e do tr...

. Cidades Globais

. Like Portugal - Portugal,...

. A Verdade Sobre a Populaç...

. Agricultura em Modo Bioló...

. A OTAN: o Quê, Porquê e C...

. Acordo de Paris para as m...

. Portos Portugueses

. Turismo em Portugal

. António Guterres faz apel...

.arquivos

. Fevereiro 2019

. Maio 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds