Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011

O Mundo aos 7 mil Milhões

O Mundo aos 7 mil milhões

A ocasião merece celebração e reflexão. Vivemos mais tempo e só isso seria um sucesso. Mas o Mundo continua a crescer a duas velocidades, a dos países desenvolvidos e a dos em vias de desenvolvimento.

 

No dia 31 de outubro vamos ser 6,999,999 mais 1. Quem o diz é a Organização das Nações Unidas (ONU) que marcou no calendário o dia em que vai nascer o bebé que fará o mundo chegar aos 7 mil milhões de habitantes. E ainda antes de chegar, já podia ouvir ao longe o aviso. “O cidadão sete mil milhões irá nascer num mundo de contradições", disse o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. “Temos muitos alimentos, mas ainda assim milhões passam fome. Vemos estilos de vida luxuosos, mas ainda assim milhões são pobres. Temos uma grande oportunidade para fazer progressos, mas também grandes obstáculos".

Num mundo a duas velocidades, onde nos países desenvolvidos se nasce cada vez menos e nos países sub-desenvolvidos se nasce cada vez mais, o momento é de reflexão.

 

O último relatório da ONU com dados da população mundial de 2009 a 2010 deixa os fatos: globalmente, a população está mais nova e mais velhas do que nunca. Em alguns dos países mais pobres, as elevadas taxas de natalidade perpetuam a pobreza, enquanto que em alguns dos mais ricos, as baixas taxas de natalidade e a cada vez mais escassa entrada de pessoas novas no mercado de trabalho ameaça a economia e o sistema de segurança social.

 

Se depois da 2ª Guerra Mundal o baby boom contribuiu para um forte aumento da população, o desenvolvimento, melhor educaçãoo e acesso a métodos contracetivos minou a natalidade mundial ao ponto de isso se tornar um problema para os países mais desenvolvidos.

 

Nos últimos 60 anos, as mulheres deixaram de ter em média 6 filhos para ter entre 2 e 3 hoje em dia. A meta simbólica de 7 mil milhões é real o suficiente para fazer pensar na sustentabilidade do nosso planeta. E em 2050, diz a ONU, seremos 9,1 mil milhões. Chegados aos 7 mil milhões a ONU lança uma apelo: não perguntem se somos demais. Perguntem o que podemos fazer para tornar o Mundo um lugar melhor para viver.

 

 

 

@Vera Moutinho

 

 


publicado por esas às 13:51
link do post | comentar | favorito
|

.Espaço da Geografia

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Portos Portugueses

. Turismo em Portugal

. António Guterres faz apel...

. Tomada de Posse de Antóni...

. Joan Miro - Biografia e p...

. Portugal, beleza e simpli...

. O orçamento da UE

. PAC : 2014 / 2020

. Agenda 2030 para o Desenv...

. Movimentos da Terra

.arquivos

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds